Bons negócios para você investir com pouco dinheiro

Tempo de leitura: 9 minutos

Um dos grandes desafios para se abrir bons negócios nos dias de hoje é poder gastar pouco com resultados muito positivos. Mesmo que isso possa parecer uma utopia, é perfeitamente possível isso ser feito, bastando ter um pouco mais de conhecimento a respeito de assuntos como empreendedorismo, administração, modelo de negócios, e por aí vai.

Os números são favoráveis. Em estudo recente, feito pela MindMiners, em parceria com o PayPal, cerca de 66% dos brasileiros pensam em abrir um negócio próprio (mais detalhes no link.

Os motivos são variados, e vão desde realização, passando por ganhos mais elevados em termos financeiros, e até mesmo insatisfação com chefes. Ou, simplesmente, tudo isso junto acaba sendo a “desculpa perfeita” para quem quer embarcar nesse tipo de projeto.

No entanto, abrir bons negócios não é tão fácil quanto se possa imaginar, principalmente em termos de capital investido. Contudo, existem empreendimentos que não necessitam de uma quantia de dinheiro muito alta, e, com o gerenciamento correto, pode ser o início de um belo investimento. Pode parecer ilusório, mas, existem sim, bons investimentos que podem ser feitos com pouco dinheiro, e que são rentáveis.

E, são justamente essas dicas e orientações que você terá a partir de agora.

bons negocios

É correto fazer empréstimos para se abrir bons negócios?

É tentador ter, à sua disposição, altas quantias de dinheiro oferecidas através de empréstimos que prometem céus e terras. Porém, muito cuidado com essas armadilhas, pois, ao invés de começar bons negócios, você pode já começar contraindo uma baita dívida que não terá como pagar futuramente.

E, quem diz isso é Sérgio Dias, consultor do SEBRAE: “Procure outros meios de financiamento do empreendimento, tais como antecipação de recebíveis relativos a vendas futuras de produtos e serviços ou mesmo uma negociação com fornecedores e clientes”.

O grande “calcanhar de aquiles” de um empréstimo, seja para qual motivo for, é que você acaba contraindo uma nova dívida, e, neste caso, de um negócio que não sabe se dará certo ou não (às vezes, mesmo fazendo tudo certo e com esforço, alguma situação externa acaba desestabilizando o seu empreendimento).

Mas, suponhamos que seja inevitável ter que pedir um empréstimo para abrir bons negócios, então, que pelo menos seja um empréstimo com linhas de crédito menos agressivas do que normalmente é oferecido pelas instituições financeiras. Em geral, as linhas de crédito especificamente para empreendedores possuem juros menores, o que pode ser uma alternativa útil.

E, claro, dentro dessa questão de empréstimos com o intuito de se fazer bons negócios, nunca utilize nem cheque especial, muito menos cartões de crédito. Isso porque os juros de ambos são os mais altos do mercado, e você pode acabar contraindo dívidas desnecessárias para o futuro.

O ideal mesmo é tentar juntar o máximo de capital que puder através de uma poupança, e quando se tiver uma quantia suficiente, fazer uso dela para começar a empreender.

 

Planejamento é a alma do negócio

Para se abrir bons negócios não basta simplesmente uma ideia na cabeça e um bom capital, principalmente, se você dispõe de pouco dinheiro para investir. A grande sacada nessa questão é planejar bem o seu empreendimento nos mínimos detalhes.

Nesse caso, muita calma nessa hora. Cautela é tudo. Quando for investir pouco dinheiro em um investimento, é preciso ter bem clara a separação entre finanças pessoas, e empresariais. Na realidade, o ideal seria contratar alguém para elaborar um plano de negócios para você, mas, como a ideia aqui é gastar pouco, o que vale é pesquisar; muito.

Existem muitos serviços gratuitos no SEBRE, por exemplo, que podem auxiliar você a abrir bons negócios com pouco dinheiro, mas, de maneira organizada e precisa. E, você ainda pode procurar a orientação de amigos empreendedores seus de como abrir e fazer a manutenção de bons negócios. Mesmo que a área de atuação seja diferença, os desafios são os mesmos, acredite.

 

Opções boas e baratas de bons negócios com pouco dinheiro

Agora que já sabemos o que é importante para se abrir bons negócios com capital reduzido, que tal vermos algumas áreas nas quais você pode se inserir sem muito custo, e que atualmente dão um retorno garantido de bons lucros?

Vamos nessa, então.

 

  • CONSULTORIA

Você tem pleno conhecimento de alguma área específica e ainda possui uma boa oratória ou simplesmente uma boa didática para ensinar isso a terceiros? Então, uma consultoria poderia ser o seu ramo de atuação daqui por diante.

O bom, nesse caso, é que a clientela é vasta. Tanto pequenas, quanto grandes empresas buscam consultores nas mais diversas áreas, desde planejamento de um plano de negócios, passando por especialistas em informática, ou simplesmente na construção de um ambiente de trabalho salutar.

Tudo e muito mais são buscados por empreendedores mercado afora.

E, os consultores, dentro dessa categoria de bons negócios, são tão procurados porque, geralmente, apresentam uma visão diferente da empresa que vai analisar, o que sempre é muito bom para qualquer empreendedor implementar melhorias.

Agora, claro, pode ter certeza de que a concorrência é muito grande nessa área, e, por isso, você precisará prestar um serviço com muita qualidade e diferencial.

 

  • VENDA DE ALIMENTOS E ARTESANATO

Agora, vamos supor que, dentre os bons negócios que podem ser feitos, você tenha bastante talento para a culinária ou para o artesanato. Ótimo, principalmente, se a venda desses produtos fabricados por você seja feita na sua própria casa, o que dá mais credibilidade ao seu negócio.

Porém, muito cuidado com uma questão básica que diz respeito a ambos os empreendimentos: armazenamento dos produtos. No caso de alimentos, tanto máxima higiene, quanto armazenamento em locais adequados são de vital importância para a continuidade desse empreendimento. Afinal, tudo o que você não quer é que seus clientes passem mal com comida estragada, não é mesmo?

No tocante ao artesanato, é importante que os materiais usados sejam de boa qualidade, duráveis, e que também sejam armazenados em local adequado para evitar desgastes.

Em suma, o ideal não é apenas fabricar produtos de qualidade, mas, ter todos os cuidados necessários até a venda final. Bons negócios são feitos com esse tipo de esmero.

 

  • E-COMMERCE

A Internet deixou de virar uma mera realidade no dia a dia para virar uma necessidade. E, uma das áreas que mais vem crescendo entre os bons negócios de hoje em dia é o chamado e-commerce, ou, simplesmente, o comércio eletrônico.

Duvida do sucesso desse tipo de empreendimento? Pois, saiba que segundo um relatório da Ebit, o setor de comércio eletrônico brasileiro faturou 21 bilhões de reais no primeiro semestre de 2017. Detalhe: o setor é um dos eu mais vem crescendo atualmente.

O bom desse tipo de empreendimento é que você tanto pode vender produtos fabricados por você mesmo (ver tópico anterior), ou apenas revender produtos a terceiros, em especial produtos estrangeiros, que você pode comprar mais barato através de sites como o AliExpress, e revendê-los aqui no Brasil, em uma loja eletrônica só sua.

Porém, fique atento: não é porque você não tem uma loja física que você tem que ser relaxado. Às vezes, um comércio eletrônico demanda mais energia do que um que seja in loco. Isso porque a estrutura de sua loja virtual precisa atender clientes 24 horas por dia (Internet não tem “horário de fechamento”).

Além disso, graças a algumas políticas digitais, você tem como consultar o perfil dos seus clientes, o que pode auxiliar bastante você na hora de prestar um atendimento melhor e mais personalizado.  E, dentre os bons negócios disponíveis no mercado hoje em dia, o e-commerce é o que possui uma das parcelas mais significativas de clientes exigentes.

Dentro desse aspecto de atender bem o cliente, é importante que você disponibilize o seu comércio eletrônico também para smartphone, visto que a quantidade de acesso via mobile vem crescendo vertiginosamente.

Portanto, aproveite bem as possibilidades de um e-commerce, pensando sempre na satisfação do cliente.

bons negocios

  • ABERTURA DE FRANQUIAS

Dentre os bons negócios que podem ser abertos com pouco dinheiro, as franquias estão entre as melhores opções. Isso porque, além de serem, quase sempre, um investimento mais do que garantido, você ainda tem a possibilidade de trabalhar em casa, assim como as opções anteriores passadas neste texto.

Claro, é imprescindível procurar por franquias que tenham a ver com áreas das quais você domine, faz quais você tenha um ótimo conhecimento. E, essas opções são várias, indo de marketing até turismo, por exemplo. Basta escolher.

E, lembrando mais uma vez que, não é por investir pouco dinheiro, nem por trabalhar em casa, que o esforço tem que ser menor. Para se manter em um mercado competitivo, é necessário buscar algum diferencial. E, esse diferencial só virá com o esforço necessário (pelo menos, no início).

Conclusão

Como você pôde perceber, mesmo com pouco dinheiro, bons negócios são possíveis e rentáveis a longo prazo. O sucesso virá caso você mantenha foco na sua área de atuação, adquira todo o conhecimento necessário a respeito do assunto que irá trabalhar, e, claro, escolher algo que mais você tenha afinidade. Começando assim, é só se aperfeiçoar, que o resto será lucro.

Se você gostou do artigo, então conheça também o curso do Alex Vargas – Fórmula Negócio Online – que te ensina o passo a passo detalhado de como se tornar um empreendedor digital.

figura: www.pixabay.com

 

Fazer comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *