Como me tornar um empreendedor e o que é necessário?

Tempo de leitura: 6 minutos

 

Como me tornar um empreendedor é a pergunta que muitos se fazem. Chama-se de empreendedorismo o processo e a iniciativa de se criar ou implementar novos negócios, ou de realizar mudanças em negócios já existentes. É um processo que também muitas vezes está associado à inovação. Um empreendedor deve estar atento para identificar oportunidades que por ventura possam estar à sua frente, e ir em busca dos recursos necessários para transformá-las em negócios lucrativos.

Embora o empreendedorismo esteja também constantemente associado ao risco, para ser um empreendedor não basta apenas ser ousado e ter coragem de arriscar. Os empreendedores de sucesso reúnem comportamentos, características e atitudes que os distinguem, e eles organizam, planejam e estudam profundamente a área em que atuam, ou o assunto de seus negócios.

Atualmente, sabe-se que o conhecimento técnico ou o nível de formação do indivíduo não é um fator tão decisivo para o sucesso de um empreendedor. No Brasil, por exemplo, apenas 14% dos empreendedores possuem nível superior, e chega a 30% o percentual daqueles que não possuem nem mesmo o ensino fundamental completo.

Os primeiros passos de como me tornar um empreendedor

Se você já se perguntou alguma vez como me tornar um empreendedor, poderá iniciar com alguns primeiros passos. E apesar da formação não ser um fator decisivo no sucesso de um empreendedor, isso não quer dizer que não seja necessário estudar bastante para iniciar e manter um bom negócio.

Ler e informar-se é fundamental. Estar por dentro do mundo dos negócios e dos detalhes dos empreendimentos que pretende realizar é o principal fator para a tomada de decisões corretas, que vão evitar possíveis perdas de investimentos. Também ajuda, tanto para quem quer saber como me tornar um empreendedor, quanto para o empreendedor buscando conhecimento para negócios específicos, a participação em cursos, convenções, palestras e workshops.

Tenha uma reserva antes de começar a investir Independente do tamanho do negócio em que irá investir, todos eles necessitam de algum dinheiro para iniciar e também para mantê-lo, enquanto não estiver ainda gerando lucro. E além do dinheiro necessário para manter o negócio, você estará investindo o seu tempo nele, portanto pode precisar de uma reserva extra também para as suas contas pessoais.

Jamais inicie seu primeiro negócio utilizando para isso o financiamento em bancos ou financeiras.

Se você não possui os recursos para determinado negócio, pode tentar contar com os amigos, ou com a família, ou chegar à conclusão de que não deveria tentar montar este negócio, mas procurar por um que você possa bancar.

Pense em investir somente naquilo que gosta. Muitos dos que se perguntam em como me tornar um empreendedor acabam não levando em consideração suas próprias características pessoais, e isso é um grave erro de iniciante. Para iniciar um negócio de sucesso, é preciso também ter paixão por aquilo que se faz, muito mais do que ter apenas uma ideia potencialmente lucrativa.

Trabalhar naquilo em que você gosta vai também ampliar suas chances de engajar outras pessoas e motivá-las, como parceiros e também seus clientes.

Avalie fria e honestamente suas capacidades. As suas capacidades contam tanto quanto as suas deficiências, na hora de avaliar a possibilidade de investir. Se você não tem nenhuma habilidade para lidar com o negócio desejado, precisará de muita ajuda, e com isso terá de investir mais, além de ficar dependente do engajamento de outros.

Avaliar previamente em que áreas você poderá investir, precisando de um mínimo de ajuda, já te ajudará a dar os primeiros passos em como me tornar um empreendedor de maneira mais sólida. Exagerar suas próprias capacidades não te fará possuí-las, portanto, seja honesto consigo mesmo.

Os tipos de negócio

O empreendedor deve sempre estar atento para aquela oportunidade única, nunca antes pensada ou executada, mas que um dia poderá se tornar a ideia e o negócio de sua vida. Deve também nutrir seus sonhos mais distantes, para que sempre encontre mais maneiras de encurtar sua distância até eles.

Porém empreender não é mágica, e o empreendedor nem sempre encontra essas oportunidades únicas. Ele é um inovador, mas muitas vezes sua tarefa será a de inovar em mercados já estabelecidos, ou produtos já existentes, encontrando uma forma única de lidar com os mesmos.

Ele terá de vislumbrar uma forma de pensar em um produto ou um serviço e buscar um diferencial, sua marca registrada de inovação, que atrairá mais parceiros, clientes e por fim lucros.

Portanto, ao se indagar em como se tornar um empreendedor, muitas vezes vale mirar em negócios conhecidos e buscar a partir deles aquele diferencial.

Você poderá tomar como base alguma das sugestões que daremos aqui, mas NUNCA se esqueça de que é necessário gostar do que faz, estudar e informar-se a respeito, possuir uma reserva e saber suas capacidades e deficiências. Com isso em mente, algumas dessas opções podem se tornar seu primeiro negócio lucrativo:

Food Truks, Venda de Produtos Orgânicos, Franquias Virtuais, Franquias de Consertos e Reparos, Salões de beleza, Agência de Turismo, Escola de Idiomas, Venda de produtos de Perfumaria e Cosméticos e Venda de Suplementos, podem ser alguns deles. Mas não importa que tipo de negócio decidirá abrir, é fundamental que você estude formas de fazer o que todos fazem, de uma maneira melhor, ainda que seja somente em algum detalhe.

Tome suas precauções

Principalmente no início, enquanto aprende como me tornar um empreendedor, todo cuidado é pouco. Uma tentativa equivocada ou a perda de recursos ao tomar decisões erradas, podem tornar o seu caminho mais árduo, ou até impossibilitar sua entrada no mundo dos negócios.

Em sua jornada através de como me tornar um empreendedor, não dê passos maiores do que poderia dar. Pensar por exemplo em abrir um novo banco é quase certamente uma péssima ideia, não importa o quanto você pode ter para investir.

Todo tipo de negócio terá suas documentações e questões legais envolvidas. Pesquise todas elas e cumpra-as à risca, para não arriscar a ter um problema com a fiscalização ou até mesmo processos no futuro.

Se a sua ideia tem como ser testada ou avaliada por outros, faça isso o quanto antes. O feedback é também uma peça fundamental.

 

Gostou do artigo? Então continue ligado nos próximos!

Fazer comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *