Escalabilidade nos negócios: o que fazer para sua startup dar certo?

Tempo de leitura: 9 minutos

Startup, principalmente, dentro da noção de escalabilidade nos negócios, ainda é um conceito bastante novo, e, por isso mesmo, muitos ainda se confundem na hora de identificar ou até mesmo classificar um startup. Alguns até pensam que ter estruturas reduzidas é o que conceitua esse processo. Mas, não. E, principalmente, quando um startup está ligado ao conceito de escalanilidade negócios, onde o objetivo é planejar para crescer.

Muitas definições, inclusive, já foram colocadas para uma startup desde o seu surgimento oficial, há décadas nos EUA. Atualmente, e com a otimização virtual dos processos de uma empresa, podemos dizer que startup nada mais é do que um conjunto de pessoas, cuja característica em comum é que estão à procura de um modelo de negócios que seja repetível e escalável. Lembrando ainda que, nesse conceito, cabe dizer que as pessoas trabalham em um ambiente de muita incerteza.

O que vai definir uma startup de sucesso é o quanto o modelo de negócios de uma empresa gera lucros. É, portanto, o que vai agregar valor dentro do modelo de escalabilidade nos negócios em sua empresa. Exemplo? O modelo de negócios do Google. Nele, é cobrado por cada click dado nos anúncios nos resultados da busca que você fizer nele. Ou seja, uma startup que está agregando valor em seu modelo de negócios.

Esses conceitos estão ficando tão importantes dentro da área, que, como pode ser conferida nesta entrevista, o prefeito de Berlim na época (Klaus Wowereit) usou dos parâmetros de escalabilidade para transformar a cidade num grande centro empresarial europeu.

E, é nesse momento que entra o conceito de escalabilidade nos negócios numa startup, pois, a partir do momento em que a empresa precisará crescer, o seu faturamento não pode, de forma alguma, afetar o seu modelo de negócios. Em suma: a receita cresce, e os custos também (mas, de maneira bem mais lenta).

escalabilidade nos negocios

Escalabilidade nos negócios: os próximos passos para uma startup de sucesso

Um lançamento de uma startup requer uma série de fatores que vão além da escalabilidade nos negócios dentro do universo do empreendedorismo. É necessário também planejamento, hipóteses, troca de ideias, visão estratégica, e por aí vai. Tudo isso para que uma startup cumpara o seu objetivo de gera um faturamento alto com um custo estável.

Veja, por exemplo, o que disse Bobby Amiri, diretor da aceleradora americana GSVlabs, do Vale do Silício, há cerca de três anos atrás, quando esteve no Brasil: “Um dos principais conselhos para começar uma startup é ter uma equipe pequena com pessoas-chave, especialistas em diferentes áreas que se complementem”.

Ainda sobre como fazer uma start dar certo, ele comentou: “É importante você se cercar de pessoas mais inteligentes que você, com habilidades que possam acrescentar conhecimento para você e para sua ideia inovadora”.

Parece simples, não é verdade? E, é mesmo. Par provar, seguem algumas dicas práticas para quem estiver iniciando uma startup em qualquer área que seja.

 

  • Procure ser bem crítico quanto à sua ideia

Obviamente que a ideia que gerou a vontade de formar uma startup é algo que gera empolgação, e a pessoa (ou, as pessoas) que pensou nela, tende a ter o otimismo de que essa ideia dera resultado. É perfeitamente normal pensar assim.

Porém, nada é perfeito, e nem sempre uma ótima ideia já nasce pronta. É preciso aperfeiçoá-la, amadurecê-la, e lapidá-la. Enfim, ser crítico (muito crítico) quanto à sua própria ideia.

Uma dica bem prática? Faça um pequeno resumo tanto da intenção, quanto da motivação para se fazer uma startup. Colocando no papel, visualizando o seu negócio ali, planejado, você consegue identificar o que pode dar certo e o que pode dar errado.

O ponto-chave para você criticar a sua própria ideia dentro de uma escalabilidade nos negócios em sua área, é você detalhar tudo a respeito do seu público-alvo. Além dele ser bem definido, é preciso analisar o porquê ele tem que adquirir o seu produto ou serviço, e o qual será o motivo pelo qual ele comparará novamente em sua empresa.

Quer outra dica valiosa para complementar esse tópico? Então, faça uma pequena lista das funcionalidades do seu produto ou serviço. Assim, você terá uma noção mais ampla de que está oferecendo, e onde pode melhorar. Isso, inclusive, ajuda a valorar o seu produto ou serviço, dando a ele um preço de mercado justo.

 

  • A importância da flexibilidade

Essa outra etapa para iniciar uma startup de sucesso dentro de uma escalabilidade nos negócios, é fazer pesquisas quantitativas e qualitativas com o seu público-alvo. Assim, você irá perceber mais facilmente quais são as limitações do seu negócio,. Com isso, você perceberá algo interessante: nem todas as ideias originais poderão ser mantidas daqui por diante.

É aí que mora a flexibilidade que você precisa ter ao perceber que certos pontos de sua ideia precisam ser melhorados, ou simplesmente retirados. Não é fácil, é verdade. Afinal, é uma questão de satisfação pessoal de que o que você planejou anteriormente dê certo em 100% em seu empreendimento dentro da escalabilidade nos negócios que a sua empresa vai oferecer.

Portanto, tente ser o mais flexível que puder, até mesmo porque, no mundo dos negócios, é necessário estar aberto a mudanças e imprevistos, coisas completamente normais, e que precisam ser encaradas da melhor maneira possível.

 

  • Persista, insista, mas, nunca desista

Aqui é, mais ou menos, o oposto do que vimos no tópico anterior. Ao mesmo tempo em que existem pontos em suas ideias que, comprovadamente, não darão certo, e, por isso, você precisa ser flexível, existem outros tantos pontos que nitidamente não apresentaram maiores empecilhos, e, para esses, você precisa ser persistente. Muito.

Numa escalabilidade nos negócios, é normal algumas ações não darem muito certo no início, mas, como dito antes, se esses pontos se comprovaram como sendo válidos, vale a pena continuar neles por um tempo até que deem certo.

Frustrações e alguns poucos planos mal sucedidos acabam fazendo parte no cotidiano de quem está em busca de uma startup de sucesso. Portanto, não se desespere, e siga em frente nos seus objetos.

escalabilidade nos negocios

  • Quem não se comunica, se trumbica

Pois, é, a famosa frase dita pelo comunicador Chacrinha vale bastante para que você tenha uma startup de sucesso dentro da noção de escalabilidade nos negócios. Até mesmo porque a comunicação é um componente básico para qualquer negócio que se preze, seja internamente, ou externamente. Em suma: divulgação da marca e comunicação entre os integrantes do projeto.

Nesses aspectos, é bom dizer que a comunicação interna precisa ser a primeira a ser pensada dentro do âmbito empresarial numa perspectiva de escalabilidade nos negócios. Hierarquia conhecida por todos e definição do perfil do líder da equipe precisam estar claros e alinhados com todos que fazem parte da empresa. Indiscutivelmente.

Mesmo que (o que ocorre em boa parte dos casos) startups de sucesso sejam mais “informais”, os meios de comunicação precisam ser acessíveis, bem como o conhecimento das principais linhas de produção no trabalho envolvendo o produto ou serviço.

O próximo passo desse processo, então, é a divulgação da marca, onde as estratégias terão que estar muito bem definidas em relação à função que cada componente da equipe vai exercer.

Mas, aí você deve estar se perguntando: para quê tanta exposição? Para quê essa preocupação com a comunicação, principalmente no tocante à divulgação do produto? Simples: para que haja uma melhor captação de recursos através dos investidores.

Lembrando que toda essa comunicação em relação à divulgação do seu produto ou serviço precisa ser muito bem estudada dentro da perspectiva de escalabilidade nos negócios. Saber quais os meios de comunicação em que o seu negócio ganhará visibilidade, qual linguagem usar, e por aí vai.

Veja também: Como aumentar presença usando Mkt de conteúdo

  • Vá atrás dos investidores

Pode ter certeza de uma coisa: investidores valorizam demais um negócio com alto faturamento e custos reduzidos. Para eles, é assim que se constrói uma startup de sucesso, que tenderá a se manter num mercado competitivo, e cada vez mais instável.

Para ajudar nesse processo, é aconselhável que a sua rede de contatos seja ampla e tenha bons nomes nela. Bons conselheiros e mentores fazem muito bem à imagem da sua empresa, o que facilita na hora de agregar valor ao seu negócio na hora de atrair investidores para ele.

Portanto, tente, ao máximo, construir uma rede de contatos favorável, de pessoas com nome no mercado, e sempre divulgando a sua marca de maneira correta, agregando valores a ela que não sejam somente o preço, como, por exemplo, no que o produto ou serviço melhora a qualidade de vida das pessoas.

Com certeza, dentro de um panorama de escalabilidade nos negócios, os investidores serão peça garantida em seu investimento.

 

Conclusão

Como vimos, construir uma startup de sucesso no âmbito da escalabilidade nos negócios, não é nada de outro mundo. Agora, evidentemente, é necessário que se tenha em mente que planejamento e organização são essenciais para fazer o seu negócio prosperar. Analisar minuciosamente se as ideias inicialmente pensadas são viáveis dentro do atual mercado, ou simplesmente, como elas podem ser melhoradas a custos mínimos.

Numa escalabilidade nos negócios em que o diferencial é justamente muito faturamento em contrapartida a poucos custos, certamente, a sua startup não só dará certo, mas, se tornará sucesso. Vai depender bastante de como você fará o seu planejamento, executará as principais estratégias e trará para si os melhores investidores.

Se você gostou do artigo, então conheça também o curso do Alex Vargas – Fórmula Negócio Online – que te ensina o passo a passo detalhado de como se tornar um empreendedor digital.

Figuras: freepik

Fazer comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *